quinta-feira, 26 de maio de 2016

Smoothie de manga, gengibre, laranja e cidreira # Mango, ginger, orange and lemon balm smoothie





Um mundo perfeito, idealizado passo a passo, onde todas as manhãs seriam coroadas com pequenos almoços pantagruélicos. Uma mesa linda. Toalha branca, imaculada. Copos, pratos, talheres, flores frescas. Cortinas de linho esvoaçantes. Os pássaros a chilrearem ao longe.  O pacote completo. Tudo bonito, leve, intocado. Nesse mundo perfeito eu, tal qual uma "Stepford Wife" deslizaria entre a cozinha e a mesa como o mais puro éter, sempre no meu melhor, sem uma pestana fora do lugar... mas...

O meu mundo é outra história. Apesar de ser uma pessoa que gosta das manhãs, que sou, ao acordar as olheiras nunca me poupam e nunca paro para contar as pestanas. A verdade é que nos dias da semana, mais do que fantasia ou romantismo o que eu preciso é de rapidez, necessária para enfrentar os horários impostos. Deslizar como éter seria sem dúvida um super poder mais que bem vindo mas o melhor que consigo fazer é evitar tropeçar em mim mesma. Dito isto, aqui em casa desde que adotamos os pequenos almoços rápidos/nutritivos/líquidos e polposos nunca mais olhamos para trás.

Enquanto em território de sumos, batidos e smoothies os dois últimos são o meu "pedaço de chão". São mais encorpados e com a vantagem de aproveitarem sumo + fibras que é como quem diz: Nada se perde, tudo se transforma. Não obedecem a uma ciência exata, muito menos exigem uma técnica especial. É só ir com a corrente, escolhendo os ingredientes que mais se gosta e ajustando os níveis de doçura/ acidez. Cá em casa é a forma mais rápida e eficaz de produzir um pequeno almoço rico e nutritivo durante a semana de trabalho.
E este com sabor tropical de manga, gengibre, laranja e cidreira é mais um dos nossos preferidos!

Entretanto o livro e eu temos andamos por outras paragens. Vejam abaixo:



Quero também dizer-vos que vou estar na Feira do Livro de Lisboa no dia 10 de Junho pelas 16:00, para uma sessão de autógrafos.

Vou gostar imenso de ver-vos lá! Mas entretanto ainda falámos!!



In English

A perfect world, created step by step, where every morning would be crowned with breakfast feasts. A beautiful table. White, immaculate towel. Glasses, dishes, silverware, fresh flowers. Fluttering linen curtains. Birds singing at the distance. The whole package. Everything pretty, light, untouched. In this perfect world I, like a "Stepford Wife" would slide as the purest ether between the kitchen and the table, always at my best, without an eyelash out of place... but...

My world is a different storie. Despite being a morning person, that I certainly am, dark circles never spare me and I never stop to count my lashes. The truth is that during the week days, more than fantasy and romanticism what I need is speed, necessary to meet the schedules. Slipping as ether would undoubtedly be a super power more than welcome, but the best I can do is avoid tripping over myself. That said, here at home since we adopted quick/nutritious/pulpy/liquid breakfasts we never looked back.


While on juices, smoothies and shakes territory, I must say that the last two are my "backyard". They are more full bodied and have the advantage of using up juice + fibers which is the same as saying: Nothing is lost, everything is transformed. They don´t obey to an exact science, much less require a special technique. You just have to go with the flow, choosing the ingredients you like the most and adjusting the levels of sweetness/acidity
Here at home IS the most quick and effective way to produce a rich and nutritious breakfast during the working week.
And this one with tropical flavor of mango, ginger, orange and lemon balm is another one of our favorites!

In the meantime I leave you here:

This feature. Thank you Sapo Lifestyle!

This interview. Thank you  Máxima Magazine!

I will also be at the Lisbon Book Fair by June 10th at 16:00, for my book signing.
I would love to meet you there! But I´ll get back to you all before that.










Ingredientes: faz cerca de 600 ml de smoothie
220 g de manga (sem casca nem caroço)
120 g de iogurte natural (1 iogurte)
Sumo de 2 laranjas pequenas, ou 1 grande
1 colher de chá rasa de gengibre ralado
4 folhas médias de cidreira
6 cubos de gelo

Preparação:
*Ao cortar a manga guarde os sucos que vão caindo.
*Junte todos os ingredientes no liquidificador e triture até ficar macio.
*Sirva decorado com folhinhas de cidreira.




Ingredients: makes about 600 ml of smoothie
220 g mango (without peel or pit)
120 g plain yogurt
Juice of 2 small oranges or 1 big
1 tsp minced ginger
4 medium lemon balm leaves
6 ice cubes

Preparation:
*As you cut the mango keep the dropping juices.
*Put all the ingredients inside a blender and blitz until smooth.
*Serve the smoothies with tiny lemon balm leaves.

Print Friendly and PDF

segunda-feira, 16 de maio de 2016

O livro Pratos & Travessas # Pratos & Travessas the cookbook






Pratos e Travessas
 Comida . Fotografia . Histórias

Receitas inspiradoras que nutrem e satisfazem



Quando peguei nele pela primeira vez foi uma sensação extraordinária. Assim como um parto emocional. O sentimento de trazer à luz mas sem dor, apenas emoção. O projeto que tem tanto de mim estava ali na minha mão. Tinha textura, volume e também o perfume reconfortante do papel novo. O meu livro tinha agora forma física. E a cada página virada, fui-me lembrando de todo o processo. Dos sítios onde fui para fotografar.  Das visitas intermináveis aos mercados. Dos festins que fizemos cá em casa e do pós festa na forma de pilhas monumentais de louça para lavar. Houve momentos para tudo: alegria, lágrimas,  exaltação e incerteza. E a verdade é que ainda agora o tenho à flor da pele.

Assim que comecei a trabalhar neste projeto, o meu primeiro desejo foi criar uma fonte de inspiração para quem já está à vontade na cozinha mas também para aqueles que querem começar a cozinhar, na forma de receitas caseiras, familiares e com uma pequena seleção de algumas das melhores receitas do blogue. As receitas que gostamos de comer cá em casa  e que gosto de cozinhar e servir nas mais variadas ocasiões, representadas por imagens lindas, apelativas e algumas histórias pessoais e gustativas. Assim  poderão encontrar várias receitas inéditas, doces e salgadas,  super saborosas. Umas  para o pequeno almoço e brunch. Outras mais simples e rápidas para os jantares da semana. Sugestões deliciosas e práticas para um piquenique de Primavera. Ideias para receber os amigos. Receitas mais frescas  para os dias de Verão. Um almoço de Domingo bem farto e cuidado. E por fim uma seleção de bolos lindos e festivos para fechar com chave de ouro.

No próximo dia 20 de Maio, ele estará nas livrarias mas já está em pré lançamento na Bertrand Online. E eu quero sinceramente que ele cumpra o seu propósito e que seja para os seus leitores uma fonte deliciosa de inspiração, dentro e fora da cozinha.

Querem dar uma espreitadela? Fica então aqui um "cheirinho":


In English
When I took it for the first time it was an extraordinary feeling. As aif it was an emotional delivery. The feeling of bringing to light but without pain, only emotion. The project that has so much of me was there in my hand. It had texture, volume and also the comforting scent of new paper. My book now had physical form.And at every page turned I was remembering the whole process. The places I went to shoot. The endless visits to the market.Of the feasts we had here at home and the post party in the form of monumental piles of dishes to wash. There were times for everything: Joy, tears, excitement and uncertainty. But the truth is that I still have it under my skin.

As soon as I started creating this book, my first desire was to create a source of inspiration for those who already know their way around a kitchen but also for those who want to start to cook, in the form of homemade, familiar  recipes and with a small selection of some of the best recipes of the blog. The recipes we like to eat here at home and that I like to cook and serve in various occasions, represented by beautiful, appealing images and some personal, tasty stories. So in it you will find several new, super tasty, savory and sweet recipes. Some for breakfast and brunch. Others more simple and quick for weeknight dinners. Delicious and practical suggestions for a Spring picnic. Ideas to host your friends. Fresh recipes for Summer days. The bounty and care of a Sunday lunch. And then a selection of wonderful party cakes to close with a golden key.

Next May 20th it will in the bookstores, but it´s already for pre order in Bertand Online. And I sincerely want it to fulfill it´s purpose of being a delicious source of inspiration to it´s readers, inside and outside of the kitchen.

Wanna sneak peek into Pratos e Travessas?










Entretanto no dia 19 de Maio será o lançamento do Pratos e Travessas, com apresentação do Chef Hélio Loureiro. Deixo-vos aqui o convite!


In English
In the meantime next 19th of May will take place the launch party in Porto, with presentation by Chef Hélio Loureiro. I leave you here the invitation!







Print Friendly and PDF

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Bolo de morango, flores de acácia e amêndoa # Strawberry, acacia flowers and almond cake





Sempre que contorno a zona ribeirinha de Gaia, entre a Ponte D. Luís e o mar aberto, viajo no tempo e homenageio a memória.
O pequeno monte onde em tempos se ergueu o Castelo de Gaia. As caves e o vinho do Porto. A lembrança das histórias e lendas de pedra, metal e fogo dos povos castrejos, dos romanos, de reis mouros e reis cristãos.  E depois as quintas centenárias, agora abandonadas.  Estes lugares têm uma energia única, especial. São um registo invisível de tudo o que por eles passou. Dias de guerra e de glória, de riqueza e de declínio. Cumpriram o seu propósito e chegada a hora a terra tomou de volta o que nunca deixou de ser seu. Hoje as senhoras destas terras despovoadas são as árvores.  Alguns dos muros altos, grossos, de pedra antiga que antes defendiam as terras cultivadas e as casas senhoriais, guardam agora ruinas e florestas indomadas, onde cada Primavera vê renascer o reino das acácias.
Esta semana passei mais uma vez pelos muros altos de uma velha quinta de Gaia, ao longo do qual as acácias formam uma fila de finos ramos que tombam, deixando os cachos de flores perfeitas, brancas e perfumadas para quem as quiser colher.
As acácias têm um perfume suave, doce e delicioso. Só se usam as flores e os pedunculos; a casca , as sementes e a raíz são tóxicas. Mas as flores... as flores apelam ao açúcar, lembram coisas doces, apetecem-me em bolos, daqueles simples, caseiros que pedem chávenas de chá ou de café acabados de fazer. Como este,  feito de uma massa amanteigada, enriquecido com flores, com amêndoa e pedaços de morango que o tornam extra húmido.
Se eu conseguisse guardar a Primavera em algo que fizesse, por certo seria assim.



In English
Whenever I contour the riverside area of Gaia, between the D. Luís bridge and the open sea, I travel in time and pay homage to the memory.
The small hill where once stood the Gaia castle. The cellars and the Porto Wine.The remembering of the stories and legends of stone, metal and fire of the Castrejos people, the Romans, Moors kings and Christian kings. And then the centenary farms or quintas as we call them, now abandoned. These places have a unique, special energy. They are an invisible record of everything that passed through them. Days of war and glory, of wealth and decline. They fulfilled their purpose and when the hour arrived the land took back what never ceased to belong to it. Today the ladies of these depopulated lands are the trees. Some of the old stone, thick, tall walls that used to defend the cultivated fields and manors, now keep the ruins and untamed forests where each Spring sees the rebirth of the kingdom of the acacias.
This week I passed once again near the tall walls of an old farm in Gaia, along which acacias form a row of thin branches toppling, leaving bunches of perfect flowers, white and scented, to anyone who wants to pick them.
The acacias have a soft, sweet and delicious scent. You only use the flowers and the peduncles; the bark, seeds and roots are toxic. But the flowers... the flowers appeal to sugar, remind sweet things, I want them in cakes, simple, homemade cakes that ask for fresh tea or freshly brewed coffee. Like this one made of a buttery batter, enriched with flowers, with almond and pieces of strawberries that make it extra moist.
If I could keep Spring in something made by me, certainly it would be so.













Ingredientes:
500 g de morangos lavados e cortados em pedaços
100 g de farinha sem fermento
100 g de amêndoa moída
100 g de Amido de milho
200 g de manteiga sem sal, amolecida
200 g de açúcar branco
30 g de açúcar amarelo
4 ovos médios
1 colher de chá de extrato ou aroma de baunilha
2 colheres de chá de fermento em pó
1 pitada de sal
30 g de flores de acácia
50 g de amêndoa laminada
Açúcar em pó para decorar
Natas para servir

Preparação:
*Unte uma forma de fundo falso com manteiga, forre a base com papel vegetal e polvilhe com farinha.
*Pré aqueça o forno a 170º, marca 3 do fogão a gás.
*Bata a manteiga com as 200 g de açúcar, a baunilha e o sal até ficarem em creme, pelo menos 3 minutos.
*Junte os ovos um a um e batendo entre cada adição.
*Junte 50 g do amido de milho e bata.
*Peneire a farinha, o fermento e o restante amido e misture com a amêndoa moída. Junte à massa do bolo e mexa bem para ligar.
*Por fim envolva as flores de acácia na massa.
*Coloque a massa na forma, alise e por cima coloque os morangos pressionando-os um pouco na massa.
*Polvilhe com o açúcar amarelo e com as lascas de amêndoa e leve ao forno por cerca de 50 minutos, ou até que um palito inserido no meio saia seco.
*Tire do forno, deixe arrefecer 5 minutos, desenforme e polvilhe com açúcar em pó.
*Também pode espalhar alguns morangos frescos e mais lascas de amêndoa a gosto.
*Sirva com natas.





Ingredients:
500 g strawberries, washed and cut into pieces
100 g cake flour
100 g ground almond
100 g corn starch
200 g unsalted butter, soft
200 g caster sugar
30 g light brown sugar
4 medium eggs
1 tsp vanilla extratct
2 tsps baking powder
Pinch of salt
30 g acacia flowers
50 g sliced almond
Icing sugar for dusting
Double cream to serve

Preparation:
* Butter and line the bottom of a springform cake tin, dust with flour.
*Preheat the oven to 170º, 325F, gas mark 3.
*Beat the butter with the sugar, salt and vanilla until soft and fluffy, no less than 3 minutes.
*Add the eggs, one by one, beating between aditions.
*Beat in 50 g of the corn starch.
*Sift the flour, baking powder and the remaining corn starch and mix with the ground almond. Add to the cake batter and mix until well combined.
*Fold in the acacia flowers into the batter.
*Pour the batter into the prepared tin, smooth the top, spread the strawberry pieces all over and press them into the batter a bit. Sprinkle with the light brown sugar and the sliced almonds and bake for 50 minutes or until a skewer inserted in the middle of the cake comes out clean.
*Remove from the oven, let it cool for 5 minutes and unmold carefully. Let it come to room temperature and dust with some icing sugar.
*You can decorate the cake with fresh strawberries and sliced almonds.
*Serve with double cream.





Print Friendly and PDF
UA-16306440-1