sexta-feira, 26 de março de 2010

*Um fidalgo português!




 Quarenta e nove gemas e um kilo e pouco de açúcar, transformados em trouxas e doce de ovos que por sua vez dão origem ao Fidalgo! Só imaginá-lo já é quase um pecado! Mas prová-lo, deixa-nos em estado de graça!
O que me levou a fazê-lo foi o documentário "Os gestos dos sabores" que passou no canal 2 da RTP em Dezembro passado. Foi aí que vi pela primeira vez um fidalgo a ser feito, passo a passo e gesto a gesto e num acesso de patriotismo gastronómico, decidi naquele momento que desse por onde desse, eu iria fazê-lo!
Demorei três meses a passar da decisão à prática mas finalmente ele aqui está!
O fidalgo é um doce conventual alentejano composto por um recheio de doce de ovos, "embrulhado" em trouxas de ovos.
 Da sua riqueza não vale a pena falar, as unidades de ovos e as gramas de açúcar, falam por si mas vale sempre a pena lembrar que este doce, como tantos outros que fazem parte do receituário conventual português, é um doce único, rico e sofisticado, que encerra em si muito mais do que as calorias que certamente tem.
É preciso que pessoas comuns como eu e como vocês, continuem a fazer estes doces nas cozinhas das suas casas, para que a tradição não se perca e os gestos não se esqueçam...

Bom fim de semana e boas patuscadas!



Ingredientes: Trouxas de ovos
26 gemas de ovos
3 claras de ovo
1 kg. de açúcar
300 ml. de água


Doce de ovos:
23 gemas de ovos
23 colheres de sopa de açúcar
Agua suficiente para cobrir o açúcar no tacho



Preparação: Trouxas de ovos
*Misturar bem as gemas com as 3 claras.
*Ter perto do fogão um cálice pequeno ou chávena de café, as gemas, uma escumadeira e um recipiente com água fria.
*Pôr o açúcar e a água num tacho e levar ao lume a ferver até atingir o ponto de fio ( 103º )
*O açúcar está em ponto de fio quando ao pôr um pouco de calda entre os dedos e apertando-os, ao separá-los se forma um fio.
*Tirar um pouco de calda, não muita e misturar com água fria numa taça, para mergulhar as trouxas logo que elas saiam da calda de açúcar na qual cozeram.
*Encher o cálice com gemas e despejar em cima de calda fervente, de seguida estica-se suavemente a placa de gemas com a escumadeira para a tornar maior e mais fina. Cuidado para não a partir!
*Se a calda começar a espessar, junta-se um pouco de água fria, duas colheres de sopa de cada vez, deixa-se levantar fervura e continua-se a fazer as trouxas.
*Fazem-se as placas ou trouxas uma a uma, até acabarem as gemas.
*Assim que saem do tacho, mergulham-se na taça com a água fria e a calda misturadas durante alguns minutos e a seguir escorrem-se bem.

Doce de ovos:
*Passam-se as gemas por uma peneira para que fiquem limpas de vestigios de claras.
*Põe-se o açúcar num tacho e cobre-se com água, leva-se a ferver até atingir ponto de pérola ( 108º ), *Quando se levanta a calda com uma colher de pau, cai um fio de calda que acaba em forma de pérola.
*Tira-se o tacho do lume e juntam-se as gemas mexendo logo para que estas não cozam de imediato.
*Leva-se novamente ao lume ( não muito forte para não queimar ) mexendo sempre até o doce engrossar.
*Tira-se do lume e deixa-se arrefecer.

Montagem do fidalgo:
*Unta-se uma forma de fecho e fundo falso com óleo vegetal.
*Cobre-se o fundo e as paredes da forma com as trouxas.
*As trouxas devem ficar penduradas, caídas da forma, para que depois possam cobrir o doce de ovos que vai rechear o fidalgo. Vejam a foto.
*Cuidado para não rasgar as trouxas mas se por acaso isso acontecer, aproveite os pedaços para cobrir o fundo da forma.
*Ponha o doce de ovos, já frio, dentro da forma.
*Agora pegue nas pontas das trouxas que estão de fora e puxe-as para o centro da forma de modo a taparem o doce de ovos.
*Por fim queime a superfície do fidalgo com um ferro quente.



Print Friendly and PDF

18 comentários:

Babette disse...

Estou em êxtase com esta receita!... sai-me colestrol pelos olhos, mas a boca saliva....

Por outro lado estou em pulgas com esse documentário! Vi o anúncio (e eum excerto, no programa câmara clara), mas não pude ver pq se não estou em erro passou na noite de natal... já procurei na net e não encontrei nenhuma referência.

Adorava ver (e ter) esse documentário!..... Como devo fazer?

Sandra disse...

UI....Que coragem.Eu comecei o dia bem cedo a fazer Toucinho do Ceu ( Prendinha que vou oferecer amanhã), mas isto superou tudo!!

Parabéns!!
Sandra

Bombom disse...

Só tu, Mónica, para nos apresentares este Monumento da Doçaria Conventual Portuguesa! Só por isso , obrigada. Agora pela coragem de pores mãos à obra, mereces 5 estrelas Michelin (he,he)! Eles é que ainda não te descobriram! Adorei esta receita, embora ache que já não tenho idade para a fazer e, sobretudo, porque já não tenho à volta quem a coma.Mas lá por isso não deixo de gostar, de apreciar e valorizar, quem as concretiza. Parabéns, Mónica! Bjs. Bombom

Lu - Uma Casa no Norte disse...

Que bomba!! Já copiei para um dia experimentar (o maridão vai adorar!)
Beijinhos

Pratos da Bela disse...

Maravilhoso....
Delicioso...
Fantástico...
Divinal....
Babei-me com esta delicia
Jinhos fofos

»¤Þ䵣䤫 disse...

Que liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindddddddoooooooooooooooooo... amei ver todo o processo! Parabéns! Demais! Bjokas

Fa disse...

Excelentes imagens para umas das nossas melhores receitas da doçaria conventual. É uma delícia só de olhar ...

Mary disse...

Fiquei cega...apetece furar o ecrã!lol
Mónica, acima de tudo, gabo-te a destreza e o lindo resultado final!:

Fla disse...

Hehehe, as galinhas tiveram trabalho para ajudar nessa receita...hehehe, quantos ovos!
Mas deve ser delicioso.
Bjs

Leila disse...

uau!

tenho vontade de provar... aqui perto de onde moro tem varias docerias portuguesas mas deve ser raro encontrar Fidalgo la.

beijinhos

Paulinha disse...

Lembro-me perfeitamente de ter visto este documentário na noite de consoada, já passava da meia noite... Fiquei deliciada ao ve los fazer estes fidalgos bem como o pão de ló todo preparado à mão. Foste muito bem sucedida pois os teus fidalgos ficaram com um aspecto delicioso!! É incrível a quantidade de ovos que leva! Beijinhos

monica Pinto disse...

Babette,
realmente tens razão, este documentário passou na noite de Natal. Eu gravei-o em vídeo.
Experimenta enviar um email para a associação "A idade dos sabores", idadesdossabores@meo.pt
No site Memoria media, estão disponíveis vários vídeos de quase todas as receitas tradicionais que fizeram parte do documentário.
Se tiveres dúvidas contacta-me por email.
Bjs e continuação de bom fim de semana!

Sandra,
obrigada, bjs e continuação de bom fim de semana!

Bombom,
Obrigada pelas palavras de apreço que são sempre um grande incentivo para mim!
Beijinho grande e continuação de bom fim de semana!

Lu - uma casa no Norte,
Pelo sabor e também por tudo o que representa, vale bem a pena fazer e provar este doce.
Bjs e continuação de bom fim de semana!

Pratos da Bela,
Obrigada pelos elogios!
Bjs e continuação de bom fim de semana!

»Paula«,
Fa,
Mary
Obrigada a todas!
Bjs e continuação de bom fim de semana!

Fla,
realmente são muitos ovos e também muito açúcar. É um doce para comer só em dias de festa!
Bjs e continuação de bom fim de semana!

Leila,
se tiver oportunidade, compre e prove mas se experimentar fazê-lo em casa com bons ovos, vai ver que è melhor.
Bjs e continuação de bom fim de semana!

Paulinha,
Quando soube que aquele documentário ía passar na televisão, programei logo o vídeo para o gravar. Como passou na noite de Natal, não quis correr o risco de me esquecer, tendo em conta que a casa estava cheia com a família para celebrar a consoada.
Lembro-me que já era de madrugada quando todos foram embora e eu tinha um perú para assar na manhã seguinte mas não resisti, ainda estive a ver o documentário antes de me deitar!
Bjs e continuação de bom fim de semana!

Babette disse...

Mónica:
Muito obrigada pelas dicas!
Vou já explorar... se tiver dúvidas mando um mail!
beijos
babette

Tatiana disse...

Sou absolutamente apaixonada pelos doces de ovos que os Portugueses fazem como nenhum outro povo!
Ficou uma maravilha dourada!!!
Lindo de se ver e deve ser delicioso!!!
Bjs

Trainee de Cozinheira disse...

Acho uma delícia esses doces com ovos que vcs fazem tão bem!!!
bjs
Maura

Isabelocas disse...

Adoro doces conventuais, este doce está fantástico, a fatia está muito apetecível.
Muitos parabéns, não é qualquer pessoa que faz esta delícia.
Bjs

monica Pinto disse...

Tatiana,
Trainee de cozinha,
Isabelocas,

Obrigada e um beijo grande para todas!

Paula disse...

Absolutamente fantástico!

UA-16306440-1